AS Notícias Online
HOME POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE GERAL EVENTOS EMPREGOS AGENDA VÍDEOS CONTATO
Bom dia - Itabira, sexta, 16 de novembro de 2018  

POLÍCIA
Três suspeitos envolvidos na morte do jogador Daniel são presos
Dois deles foram detidos nesta manhã em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba 01/11/2018

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Daniel Corrêa
Três suspeitos envolvidos na morte do jogador Daniel são presos
PUBLICADO EM 01/11/18 - 10h26

A Polícia Civil do Paraná confirmou que três suspeitos de envolvimento na morte do jogador Daniel já estão detidos. Dois deles foram presos na manhã desta quinta-feira (1º) em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. 

De acordo com o advogado Cláudio Dalledone, que defende um dos suspeitos, a prisão aconteceu por volta das 8h15. A filha dele, de 18 anos, foi presa no mesmo local, e a mulher se apresentou à polícia nessa quarta-feira (31). As duas estão presas de forma temporária e, nessa condição, podem ficar por até 30 dias detidas. 

Ainda segundo a Polícia Civil, a corporação já tem os principais detalhes sobre a morte brutal de Daniel, e hoje à tarde, a partir das 13h30, o delegado responsável pelo caso vai fazer uma transmissão ao vivo pelo Facebook para mais esclarecimentos. 

Relembre o caso

O corpo de Daniel Corrêa de Freitas foi encontrado no sábado (27) em uma mata perto de uma estrada rural na Colônia Mergulhão, em São José dos Pinhais.

Nessa quarta-feira (31), uma testemunha considerada chave foi ouvida pela Polícia Civil durante três horas. A testemunha esteve com Daniel momentos antes da sua morte.

A testemunha contou que Daniel e mais seis pessoas, incluindo ele, estavam em uma boate em Curitiba, quando decidiram ir para a casa do suspeito do crime.

Em meio à festa na casa, a esposa do suspeito teria gritado por "socorro". Em seguida, Daniel é visto dentro do quarto sendo espancado por quatro pessoas.

O advogado salientou que ainda não é possível saber se Daniel estava tendo um relacionamento amoroso com a esposa do suspeito ou a violentando.

Conforme a testemunha, o autor do crime procurou as pessoas que estavam na casa para montar um álibi mudando as versões dos fatos.

Com medo, a testemunha resolveu se apresentar na delegacia com um advogado para dar informações.

O atleta, que foi revelado nas categorias de base do Cruzeiro, foi velado e enterrado em Conselheiro Lafaiete (MG), onde a família dele mora.

 
 

 


 

 

E-mail: contato@regionaldigital.com.br

REGIONAL DIGITAL 2018. Todos os Direitos Reservados.
REGIONAL DIGITAL
INFORMAÇÃO DE QUALIDADE!
Desenvolvedor: SITE OURO