AS Notícias Online
HOME POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE GERAL EVENTOS EMPREGOS AGENDA VÍDEOS CONTATO
Boa noite - Itabira, domingo, 16 de dezembro de 2018  

POLÍCIA
Idoso é encontrado morto após ter sido dopado em Betim
Segundo Polícia Civil, vítima de 68 anos tinha três comprimidos de estimulante sexual; namorada dele, de 22 anos, teria colocado remédio tar 28/11/2018

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Delegado Otávio Carvalho
Delegado espera conclusão do laudo para concluir inquérito
PUBLICADO EM 27/11/18 - 18h37

O relacionamento entre um homem de 68 anos e uma jovem de 22 terminou de forma trágica em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. O comerciante Valdeti Camilo dos Santos foi encontrado morto, em seu apartamento, no bairro Betim Industrial, na última sexta-feira (23). A principal suspeita da polícia é que a namorada dele, Hivinny Linna, tenha o envenenado por meio do golpe conhecido como “Boa- noite, Cinderela”.

A morte do idoso só foi descoberta porque os vizinhos começaram a sentir um cheiro forte vindo do apartamento de Santos e decidiram, então, chamar a polícia. Ao arrombarem a porta, os militares encontraram o homem caído ao chão, em meio a uma poça de sangue escuro, com o corpo já em avançado estado de decomposição.

Ao iniciar as investigações, a Polícia Civil verificou as câmeras de segurança do prédio e constatou que o último registro de imagem do comerciante tinha sido feito na semana anterior, no sábado, dia 17, quando ele chegou em casa com Hivinny e Stéfanny Layara, de 19 anos, prima dela.

As jovens foram reconhecidas pela família nas imagens e acabaram sendo presas em Contagem, também na região metropolitana, no mesmo dia em que o corpo foi descoberto.

De acordo com o delegado Otávio Carvalho, as duas confessaram que teriam dopado Santos com três comprimidos de um remédio controlado. “Elas assumiram que deram Clonazepan para a vítima, que já teria ingerido bebida alcoólica e outras três pílulas de um estimulante sexual. Mas ressaltaram que o plano era praticar o roubo e não matá-lo”, afirmou o delegado.

Ainda conforme o delegado, a polícia encontrou com as jovens diversos pertences de Valdeti, como o celular e os cartões de banco. Elas gastaram mais de R$ 30 mil comprando eletrodomésticos, materiais de construção, roupas e produtos de beleza. O delegado aguarda o resultado da necropsia para decidir se vai autuar as duas suspeitas por roubo e homicídio culposo ou por latrocínio. Elas podem pegar até 30 anos de prisão. As duas jovens foram encaminhadas para uma penitenciária de Ribeirão das Neves, na região metropolitana.

Família contra

De acordo com a advogada Sarah Quinetti, que era amiga pessoal de Santos e defende a família, as filhas do idoso não aprovavam o relacionamento do pai, que teria começado há um ano e meio. “Nós o aconselhamos. Era um relacionamento bastante conturbado e ele, inclusive, recebeu ameaças no início deste ano por causa dela”, revelou a defensora.

Segundo ela, a família está em choque e quer justiça. “Quem conhecia Valdeti via o quanto ele era bom, humilde e ajudava quem precisava. Ele não merecia morrer assim”, lamentou.

 


 

 

E-mail: contato@regionaldigital.com.br

REGIONAL DIGITAL 2018. Todos os Direitos Reservados.
REGIONAL DIGITAL
INFORMAÇÃO DE QUALIDADE!
Desenvolvedor: SITE OURO